Jurista cria movimento contra os políticos profissionais



Um dos principais juristas do Brasil, Luiz Flávio Gomes, lança petição pública, que receberá milhares de assinaturas em todo Brasil, para acabar com a reeleição. Segundo ele, ela é uma das principais responsáveis pela multiplicação da corrupção e nepotismo na política nacional. Presidente do Instituto Avante, Gomes tem números e dados que comprovam o quanto a reeleição é maligna para o país. A petição será entregue no Congresso Nacional.

 

O jurista Luiz Flávio Gomes, um dos maiores criminalistas do Brasil, acaba de criar o Movimento pelo Fim dos Políticos Profissionais. A iniciativa popular, que via petição pública colherá milhares de assinaturas em todo Brasil, pretende lutar contra homens e mulheres que fazem da política seu único meio de vida.

 

É comprovado que a eterna reeleição nos cargos eletivos é um multiplicador da corrupção, nepotismo e clientelismo. Fatores que deturpam a política nacional, impedindo o desenvolvimento do país e bem estar de seus cidadãos. O objetivo do movimento é a aprovação de uma emenda constitucional que acabe com a reeleição no Brasil.

 

"A não reeleição é um freio contundente no atual quadro de degeneração da nossa política nacional, que precisa urgentemente de reforma", diz Gomes. "Vamos chegar a milhão de assinaturas", afirma.

 

A petição pode ser lida na íntegra e assinada por todos no seguinte link: https://secure.avaaz.org/po/petition/Para_o_Congresso_Nacional_Uma_ampla_Reforma_Politica_proibitiva_da_reeleicao_para_cargos_eletivos/?nvCDdib

 

O atual cenário de profunda insatisfação política, que culminou nas Manifestações de Junho/2013, somadas às intenções de votos brancos e nulos na casa dos 15% demonstram que essa mobilização é urgente e necessária.

 

Como acabar com o político profissional?

 

Todas as assinaturas deverão serão entregues ao Congresso Nacional, para que seja feita uma emenda constitucional. O objetivo é:

 

1- nenhum político pode ser reeleito para o mesmo cargo eletivo. Se estivesse em vigor atualmente, José Sarney não teria exercido mais de 60 anos de vida pública.

 

2- nenhum político pode deixar de exercer a sua profissão particular,

 

3- possibilidade de destituição pelo povo do político incompetente e corrupto, mesmo antes do fim do mandato

 

 

Sobre Luiz Flávio Gomes

 

É presidente do Instituto Avante Brasil, doutor em Direito Penal pela Faculdade de Direito da Universidade Complutense de Madri e professor honorário da Faculdade de Direito da Universidad Católica de Santa María, em Arequipa, no Peru. Membro e consultor da delegação brasileira no décimo período de sessões da Comissão de Prevenção do Crime e Justiça Penal da ONU, realizado em Viena. Foi promotor de justiça em São Paulo de 1980 a 1983, juiz de direito de 1983 a 1998 e advogado de 1999 a 2001. Atualmente, é comentarista do Jornal da Cultura, as terça-feira, ao lado do âncora William Corrêa.

 

 

Para ler o texto da proposta na íntegra, CLIQUE AQUI.



Postado em: 19/08/2014

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com