Que polícia sofre mais no ofício: militar, civil ou federal?



Pesquisa com policiais de todas as corporações do país mostra o quanto eles sofrem com tiros, discriminação e ameaças. Em vários itens, PMs dizem ter maior índice de vitimização

 

 

São Paulo - Os policiais militares têm mais chance de ser baleados em serviço, sofrer agressão de suspeitos ou ser discriminado por integrar as forças de segurança. Pelo menos é o que dizem os próprios policiais – militares, civis, federais e rodoviários – entrevistados para o estudo “Opinião dos Policiais Brasileiros sobre Reformas e Modernização da Segurança Pública”, divulgado nesta semana.

 

Mais de 21 mil integrantes de cinco corporações – a quinta são os bombeiros – foram ouvidos em levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, da Fundação Getúlio Vargas e da Secretaria Nacional de Segurança Pública.

 

Entre os policiais militares, 4,2% disseram já ter sido baleados em serviço, enquanto 3,4% dos civis alegaram o mesmo, 2,3% dos federais, 1,4% dos rodoviários federais e 0,8% dos bombeiros.

 

Os PMs alegam também sofrer mais ameaças de morte. Em vários outros itens, porém, os números de vitimização são próximos aos das demais corporações. CLIQUE AQUI para conferir as respostas.

 

 

 

Fonte: Exame.com



Postado em: 04/08/2014

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com