Presos principais suspeitos de assassinar dois estrangeiros em Genipabu



Policiais civis da Delegacia de Atendimento ao Turista (DEATUR), comandados pelo delegado Daniel Couto Maurício, com o apoio do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil (NIP), deflagraramnessa segunda-feira (17), uma operação denominada de “Luxúria”, que resultou na prisão dos principais suspeitos de participação na morte de dois estrangeiros numa casa de praia em Jenipabu. Os detalhes da prisão foram divulgados ainda nessa manhã, durante coletiva de imprensa, na Delegacia Geral da Polícia Civil (Degepol). Ao todo cinco pessoas foram presas na Zona Norte de Natal.

O objetivo da operação era cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão nas residências dos principais suspeitos de assassinar o croata Ante Stanic, de 57 anos, e o sueco Faik Mekic, de 78 anos, cujos corpos foram encontrados no último dia 08. As vítimas apresentavam marcas de tortura, sacos na cabeça, além de estarem com pés e mãos amarrados. Na ação criminosa, foram subtraídos um veículo e alguns pertences dos estrangeiros.

Os acusados de praticarem o latrocínio foram identifcados como sendo Brenda Geovanna Fernandes, 18 anos, Ariane de Souza, 18 anos, Fernando Luiz do Nascimento, 31, Fábio Henrique da Silveira Mendonça, 21 anos e Renato de Souza Celino. Quatro deles confessaram o crime.

Segundo o titular da DEATUR, delegado Daniel Couto, os estrangeiros tinham envolvimentos amorosos com algumas garotas, uma delas seria a Ariane de Souza, que teria tomado conhecimento, em conversa com o croata, que existia uma quantia em dinheiro dentro do imóvel da vítima de aproximadamente cem mil reais. Ela teria contado a informação ao restante do bando, que resolveu praticar o assalto. “O Fernando Luiz planejou e executou toda a ação criminosa juntamente com os outros acusados. Eles chegaram até a residência das vítimas e começaram a torturá-las para que dissessem onde estava o montante, no entanto não havia nenhum dinheiro na casa. Por não encontrar o dinheiro, eles se enfureceram e resolveram asfixiar os europeus”, explicou.

 

O delegado responsável pelo caso acredita que houve uma falha de comunicação que levou a acusada a acreditar que existia essa quantia no imóvel. “Como o croata não falava português fluente, creio que a Ariane deva ter entendido errado a informação”, revelou. As investigações da Polícia Civil apontaram que os criminosos teriam passado cerca de três horas no imóvel das vítimas, tendo chegado por volta das 00h38 e saído às 03 horas da madrugada.

Na casa de alguns dos presos foram encontrada a chave do veículo tomado de assalto, além de alguns pertences roubados da residência como camisetas de times da Europa. Renato já possui passagem na polícia por receptação e Fábio por porte ilegal de armas.

Também participaram da Operação Luxúria as quipes da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR), Delegacia de Narcóticos (DENARC) e Delegacia Especializada em Homicídios (DEHOM).

Fonte: Site da Polícia Civil/RN



Postado em: 18/03/2014

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com