ADEPOL-RN manifesta preocupação c/ situação da superlotação na Central de Custódia da Polícia Civil



A ADEPOL-RN manifesta total preocupação com a situação da superlotação na Central de Custódia da Polícia Civil. As ameaças e o clima de tensão vivenciados no referido ambiente apontam a possibilidade de tragédia anunciada, sendo absolutamente inadiável a transferência de presos daquele local.

 

O cumprimento da decisão judicial que proibiu o recebimento de novos detentos, além de todos os fundamentos que envolvem o princípio da dignidade da pessoal humana, tem como justificativa maior a segurança e integridade das pessoas lá segregadas, bem como dos servidores que fazem a custódia.

 

Só temos a agradecer a todas as autoridades que no cumprimento de suas respectivas atribuições buscam a efetividade das leis relativas ao tema, dando grande passo na busca do fim definitivo da ilegalidade que é a permanência de presos em Delegacias de Polícia.

 

Essa causa não é só daqueles que fazem a Polícia Civil é de toda sociedade Potiguar que assiste e é vítima do aumento da violência. Precisamos assegurar  o livre acesso às unidades policiais, sem presença de detentos, com estrutura adequada e condições de trabalho que possibilite a elucidação dos crimes.

 

A alegação de falta de vagas para presos não nos fará parar de efetuar as prisões. Ao contrário, os elevados índices de violência indicam que temos é que trabalhar cada vez mais pela segurança do nosso povo. Não iremos aceitar  retrocessos, estamos fazendo a nossa parte e conclamando a sociedade a exigir ações concretas que melhorem a segurança coletiva.



Postado em: 15/03/2013

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com