Polícia Civil prende casal acusado de homicídio em Natal



Uma equipe da Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) prendeu em flagrante, na manhã deste domingo (29), Bruno Araújo da Costa, 22 anos, conhecido como Bruninho, e sua namorada Miquelha Borges da Silva, 19 anos. Eles são suspeitos de terem atirado em Francisco Eduardo da Silva Malaquias, por volta das 17h00 do último sábado (28). A vítima morreu à noite.

Francisco foi atingido por disparos de arma de fogo, quando estava na esquina da travessa Marcílio Dias com a rua São Pedro, no bairro de Igapó, zona Norte de Natal, acompanhada por sua mãe, sua namorada e um amigo. Francisco Eduardo ainda chegou a ser levado até o Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos. “Logo após a morte da vítima, uma equipe da DHPP dirigiu-se até o hospital e começou a realizar a investigação de uma forma extremamente rápida, o que conduziu a efetivação da prisão em um prazo tão curto. O delegado Luciano Costa, o qual conduziu esta investigação e identificação dos suspeitos, recebeu o caso na noite de sábado, durante o plantão e não mediu esforços para ficar todo o domingo dedicado a elucidar este homicídio”, destacou o diretor da DHPP, Ben-Hur Medeiros.

“Para elucidação desse crime, nossa equipe de investigação contou com a colaboração do soldado Figueiredo, da Polícia Militar, que descobriu que o autor dos disparos usava tornozeleira eletrônica  e diligenciou junto ao sistema prisional para identificar o suspeito. Com base nas informações,  chegamos a Bruninho, que cumpre pena no sistema semiaberto, chegou ao local do crime pilotando a moto e levando consigo sua namorada. Que ao abordar a vítima, Bruninho teria questionado se Francisco Eduardo fazia parte de alguma facção criminosa e que logo após a pergunta, começou a disparar os tiros à queima-roupa. De forma preliminar, acreditamos que a vítima foi atingida por pelo ou menos quatro disparos. Um dos disparos também atingiu um dos pés de Nailson da Silva Lima, amigo da vítima fatal”, detalhou o delegado da DHPP responsável pelo caso, Luciano Costa Chaves de Almeida.

Com base na investigação, a Polícia Civil descobriu que o casal, suspeito pelo crime, estava em residência no Vale Dourado, mesma região da cidade. No local, os policiais civis encontraram a motocicleta que teria sido usada no momento do crime. Uma equipe de policiais civis comandada pela delegada Jamile Alvarenga foi à casa da mãe de Bruninho, em Igapó, onde encontrou um revólver calibre 38, com numeração adulterada, carregado com seis projéteis intactos. Bruno Araújo e namorada Miquelha Borges foram conduzidos e presos em flagrante pelo crime de homicídio e tentativa de homicídio.


 
Fonte:  Assessoria de Imprensa da Polícia Civil do RN (Degepol)
Edição: Assessoria de Comunicação da Adepol RN

 



Postado em: 30/05/2016

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com