Operação Abril Despedaçado da Polícia Civil prende 15 suspeitos em Assú



Ação policial visou combater crimes de pistolagem

A Delegacia de Polícia Civil de Assú, com apoio de equipes da Polícia Militar e da Polícia Rodoviária Federal, deflagrou a Operação Abril Despedaçado, nesta quinta-feira (10), para cumprir mandados de prisão, de busca e apreensão contra suspeitos de terem envolvimento com os “crimes de pistolagem", em que ocorrem assassinatos por encomenda. A ação, que contou com o trabalho de 150 policiais e suporte do helicóptero Potiguar I, conseguiu prender 15 suspeitos.

“A investigação teve início depois do homicídio do vereador Manoel Ferreira Targino, mais conhecido por Manoel Botinha, morto no dia 22 de abril de 2015. Com o desenvolvimento das investigações foi descoberta a existência de grupos que realizavam homicídios contratados. Acreditamos que com esta Operação, aconteça uma grande queda na taxa de homicídios na região do Vale do Assú”,  detalhou o delegado titular da DP de Assú, Carlos Brandão.

O nome da Operação Abril Despedaçado é uma alusão ao filme do diretor Walter Salles, que aborda o conflito de terras entre duas famílias no interior nordestino do Brasil e o assassinato de membros dos grupos rivais.

Resultados - Entre as 15 prisões efetuadas, sete delas foram decorrentes de mandados de prisão e oito foram prisões em flagrante. Também foram cumpridos 24 mandados de busca e apreensão que resultaram em apreensões de três veículos, quatro revólveres, três pistolas, seis espingardas e vasta munição, dentre outros objetos ilícitos.

Os detidos por cumprimento de mandado de prisão foram José Roberto Nascimento da Silva, vulgo “Feitosa”; Itamar Veríssimo de Melo; Welber Veríssimo de Melo, vulgo “Ebinho”; Jalisson Veríssimo de Melo, vulgo “Jalin”; Douglas Daniel Morais de Melo; Damião Firmino Da Silva e Eder Frankle Da Silva.

“A nossa Operação tinha como um dos alvos o foragido e condenado da Justiça, Francimar Paulino da Silva, mais conhecido como “Mal de Duzentos”, suspeito do cometimento de vários homicídios na região e de integrar uma associação criminosa especializada em crimes de pistolagem. Ele estava foragido da Justiça desde o dia 16 de março de 2014. No momento da abordagem policial, Francimar Paulino da Silva efetuou disparos contra os policiais e durante a ação, o criminoso veio a óbito”, relatou o delegado Carlos Brandão.



Postado em: 10/12/2015

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com