Ser Delegado de Polícia é...



Segue texto do colega Delegado de Polícia do Estado de São Paulo Francisco Sannini sobre o dia a dia da nossa carreira. 
 
Boa leitura!


SER DELEGADO DE POLÍCIA É...

Ser diferente do que qualquer outra carreira, pois exercemos uma função de natureza híbrida. Somos operadores do Direito, policiais e administradores.
 
Ser delegado de polícia é poder acordar e saber que nenhum dia será igual ao outro. Numa hora estamos dentro de nossas salas estudando inquéritos, tipificando condutas e ofertando representações ao Poder Judiciário. Em outro momento, estamos nas ruas, cumprindo mandados de busca ou perseguindo criminosos.
 
Ser delegado de polícia é ser o primeiro "juiz da causa", primeira autoridade estatal a dar um contorno jurídico-penal para fatos aparentemente delituosos. Ser delegado de polícia é assegurar direitos, seja da sociedade ou do próprio criminoso.
 
Ser delegado de polícia é saber que não se faz justiça de qualquer jeito, é reunir provas e elementos de informações acerca do crime dentro dos limites legais.
 
Ser delegado de polícia é fazer cumprir a lei, mesmo que, não raro, você não concorde com ela ou não a considere justa, afinal, somos aplicadores da lei e não os seus criadores.

Ser delegado de polícia é trabalhar, muitas vezes, sem a estrutura adequada, sem o material humano adequado, sem o salário adequado e, ainda assim, mesmo com todas as adversidades, promover a justiça.
 
Ser delegado de polícia é conhecer o garantismo penal na prática, o que é muito diferente da teoria. É muito fácil defender o garantismo do interior de gabinetes ou escritórios. Agora, garantir os direitos de um preso sujo, fedido e bêbado, às 04:00 hrs da manhã, com ele ofendendo até a sua quinta geração, só mesmo o delegado de polícia.
Ser delegado de polícia é criar inimigos e inimizades apenas por exercer sua função e cumprir a lei. Você será criticado, despertará o ódio de algumas pessoas, mas dormirá com sua cabeça tranquila e com a consciência do dever cumprido. Afinal, o mundo dá voltas e as mesmas pessoas que te criticam um dia vão te agradecer, pois elas também podem ser vítimas de crime.
 
Ser delegado de polícia é, sobretudo, ser vocacionado para uma missão árdua, mas extremamente relevante para a sociedade. O delegado de polícia deve carregar na alma o peso da responsabilidade de cercear ou não a liberdade de uma pessoa. "Só aquele que, na solidão, sabe ser rigoroso e justo consigo mesmo - e contra si mesmo - é capaz de julgar os outros com justiça".
 
EU SOU DELEGADO DE POLÍCIA COM MUITO ORGULHO! E VOCÊ, QUANDO SERÁ MEU COLEGA?!

Fonte: www.facebook.com/professorsannini/



Postado em: 27/11/2015

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com