Suspeita de mandar matar a mãe é presa em Parnamirim



Taliany Lourenço, de 22 anos, teve a prisão preventiva decretada na manhã desta sexta-feira (28), suspeita de mandar matar a mãe, a dona de casa Normalice de Freitas Lourenço, 41 anos, morta a marretadas na manhã de de 30 de junho, em Macaíba. Taliany estava na casa da irmã, em Parnamirim, quando foi presa. O delegado Normando Feitosa, responsável pelo caso, explicou que com base no relato de novas testemunhas, a participação da jovem na morte da mãe é indiscutível. "Colhemos mais depoimentos, de novas testemunhas e junto ao Ministério Público, chegamos a conclusão de que Taliany é a mandante do crime", explicou.

Em 1º agosto, a jovem foi apontada como mandante do crime pelo suspeito de ser o autor, o pedreiro Geraldo José Amaro do Nascimento, 41. Na ocasião, a mulher foi presa em flagrante  e levada para o Centro de Detenção Provisória feminino de Parnamirim. No entanto, a Justiça do Rio Grande do Norte expediu nesta um alvará de soltura. Na decisão, o juiz Felipe Luiz Machado Barros argumentou que a suspeita não possuía mandado de prisão em aberto e nem antecedentes criminais.

O pedreiro Geraldo José Amaro confessou o crime, mas disse que o cometeu a mando da filha da vítima. Antes do pedreiro Geraldo José Amaro ser preso, o delegado Normando Feitosa foi até o município de Ielmo Marinho e ouviu a mãe do suspeito de cometer o crime. Ela contou que seu filho já havia lhe dito que tinha matado a mulher a mando da filha de 22 anos.

Segundo contou ao delegado, a jovem de 22 anos teria lhe oferecido o carro da mãe, um veículo do modelo CrossFox, e mais R$ 35 mil, que também pertenciam à vítima e estariam sob o banco do veículo.      

Geraldo levou o carro e dinheiro da vítima. Com parte dele, teria comprado um outro veículo por R$ 21 mil. Em sua casa, a polícia encontrou R$ 6 mil. Normalice foi morta a golpes de marreta e encontrada com os pés e mãos amarrados e o corpo enrolado em lençóis.



Postado em: 29/08/2015

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com