Presos mais dois suspeitos de matar agente de viagens



Após trocas de tiros, policiais da Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom) do Rio Grande do Norte prenderam no início da tarde de ontem (27) dois suspeitos de envolvimento na morte do agente de viagem Samuel Albuquerque, de 31 anos. De acordo com o titular da Dehom, Fábio Rogério, a polícia foi recebida com tiros após abordar os suspeitos. “Um deles estava com uma pistola .40 e o outro com uma .38. Após a prisão dos dois, fechamos a Operação Encurralados, que investiga a morte de Samuel", disse o delegado.

Os presos foram identificados como Marcos Vinícius Costa Portela, conhecido como “Negão” e Aneriandesson Nascimento Firmino, conhecido como “Cabeça”. Segundo a polícia, “Negão” era o homem que pilotou a moto usada no dia do crime e “Cabeça”.

O delegado explicou que o confronto aconteceu nas proximidades de um posto de gasolina em Parnamirim, na Grande Natal. Durante o confronto, o suspeito foi alvejado e socorrido para o Hospital Deoclécio Marques, em Parnamirim.

“Quando nossa equipe foi cumprir o mandado de prisão contra “Cabeça", ele disparou contra os policiais e foi atingido. Além disto, no momento da prisão ele usava um documento falso com o nome de Leonardo Serrano da Silva. Ele está sendo atendido em um hospital e será autuado por porte ilegal de arma, pois estava com uma pistola 380, tentativa de homicídio e falsidade ideológica”, detalhou o delegado Fábio Rogério.

Negão já responde judicialmente por um latrocínio e estava com um mandado de prisão em aberto. “Ele será autuado por homicídio e porte ilegal de arma de fogo”, relatou o delegado Fábio Rogério.

Um dos suspeitos, identificado como Eduardo Augusto Santos da Silva, conhecido como “Dudu” e apontado como o autor dos disparos contra Samuel, foi preso no dia 3 de agosto. A investigação também revelou que o grupo é integrado por Anderson Oliveira Lima Vieira de Assis, conhecido por “Bebezão” e Jeberton Erickson Lima da Silva, vulgo “ET”. Os dois suspeitos estão com as prisões decretadas e estão sendo procurados pela Polícia. “No decorrer das investigações, descobrimos que a dupla (“Dudu” e “Negão”) que praticou o homicídio, fazia parte de um grupo de criminosos que estava envolvido em vários roubos de veículos que vinham acontecendo em Natal. Conseguimos identificar seis integrantes deste grupo. Dos seis, dois deles foram roubar o veículo de Samuel, que acabou sendo morto por Eduardo Augusto”, detalhou o delegado titular da Dehom, Fábio Rogério.

No dia 21 de agosto, a Dehom havia divulgado a decretação da prisão preventiva de Francisco de Paula Gardielio de Oliveira Silva (31 anos), que havia sido preso em flagrante no dia do crime, 28 de junho. Segundo a investigação, Francisco de Paula era o dono da moto que foi usada por “Negão”.

Caso
Samuel Albuquerque foi morto na lateral de seu carro, que estava estacionado próximo a uma festa rave que ocorria em Cidade Verde. Ao sair do local e seguir até o carro, Samuel observou que havia bandidos tentando roubar seu carro. Ele tentou evitar que o criminosos que guiava o carro arrancasse com o veículo e foi alvejado, morrendo no local. O bandido fugiu a pé e teria recebido apoio de outro criminoso que estava em uma motocicleta, que foi encontrada em matagal ainda em Cidade Verde logo após o homicídio.



Postado em: 29/08/2015

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com