Tabeliã é presa suspeita de fraudar cartório em São Gonçalo do Amarante



Uma operação da Polícia Civil do Rio Grande do Norte terminou com a prisão da tabeliã substituta do cartório da cidade de São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Segundo o delegado Raimundo Rolim, com ela foram encontrados documentos e quase R$ 59 mil que seriam do cartório, além de uma arma. O marido dela também foi preso por posse e receptação de arma de fogo.

De acordo com o delegado, a "Operação Hermes 2000" cumpriu cinco mandados de busca e apreensão em São Gonçalo do Amarante. "Existem fortes indícios de que fraudes por conta do desaparecimento de documentos públicos do cartório, bem como de dinheiro. Pode haver ainda um esquema de caixa dois que conta com a participação da tabeliã", explicou Rolim.

Um dos mandados de prisão foi cumprido na casa da tabeliã. No local foram encontrados vários documentos, um revólver e R$ 58.950. O delegado de São Gonçalo do Amarante explicou que a tabeliã substituta deve ser autuada com base no artigo 305 do código penal, por suprimir documentos públicos e privados. A pena prevista é de dois a seis anos de prisão, sem direito a fiança.

Segundo a defesa da tabeliã, o dinheiro encontrado na casa dela é parte de salários recebidos após ter sido nomeada tabeliã. A suspeita receberia cerca de R$ 30 mil por mês, mas não estava cumprindo a função porque alegou que não tinha preparação para isso.

Os detidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de São Gonçalo do Amarante. Segundo a polícia, a operação "Hermes 2000" foi batizada em alusão ao deus da mitologia grega homônimo, que é considerado o deus do ladrões e fraudadores.



Postado em: 25/08/2015

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com