Polícia Civil prende mais de 300 infratores nos quatro primeiros meses de 2015



A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio da Polícia Civil do Rio Grande do Norte conseguiu efetuar, no primeiro quadrimestre de 2015, 319 prisões, além de realizar 14 Operações Policiais, que foram desencadeadas na Região Metropolitana de Natal, bem como no interior do Estado. Nesse período foram presos suspeitos de praticarem crimes como homicídio, tráfico de drogas, roubos, furtos, receptação de veículos, estupro, posse e porte ilegal de arma de fogo, latrocínio e estelionato. Além disso, a ação da Polícia Civil conseguiu desmantelar associações criminosas e centenas de produtos e armamentos, fruto de crimes, foram apreendidos pelos policiais.

 

 

No mês de janeiro, foram realizadas 51 prisões e quatro Operações Policiais denominadas de Boas Vindas, Sem Noção, Pirâmide e Roupa Nova, além do fechamento de uma casade jogos e cinco pontos de vendas de drogas. Dentre as prisões realizadas, 15 foram por meio de cumprimentos de mandado de prisão e outras 36 foram prisões em flagrante. A Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) conseguiu efetuar 14 prisões. A taxa de recuperação de veículos roubados em janeiro alcançou 58,85%.

 

 

No segundo mês do ano a Polícia Civil efetuou 138 prisões, resultado de ações isoladas e da realização de quatro Operações Policiais (Volta às aulas, Folia, Abre Alas e Carnaval). A Polícia Civil também conseguiu apreender no Estado, além de armas e drogas, veículos roubados, dezenas de celulares, dinheiro, cheques, coletes balísticos e aves silvestres que estavam em cativeiro.

 

 

Em março, 76 pessoas foram detidas e a Polícia Civil realizou quatro Operações policiais: Templo, Lucinha, Choque de Ordem e Hefesto. A “Hefesto” resultou na prisão de dois acusados, apreensão de armas, munições, material explosivo, roupas camufladas, celulares e dinheiro fracionado. A Polícia Civil também conseguiu prender pessoas acusadas de terem ateado fogo em ônibus, durante as rebeliões do sistema penitenciário. Além das prisões, foram fechadas três casas de jogos ilegais e apreendidas máquinas para a prática dos jogos de azar.

 

 

No mês de março também foi feita uma das maiores apreensões de droga. Dois policiais civis cumpriram um mandado de prisão, contra o acusado pela morte de um policial militar do RN, e apreenderam 1.850 papelotes de cocaína, 2.550 pedras de crack, 500 trouxinhas de maconha, além de uma pistola ponto 45 e 11 rádios comunicadores (Hts).

 

 

Já no mês de abril, 54 pessoas foram presas suspeitas pela práticas de crimes. Além disso, a Polícia Civil desencadeou duas operações policiais: Colômbia e Labirinto. Na Operação Colômbia, a Polícia prendeu 15 pessoas suspeitas de integrarem uma organização criminosa que praticava o crime de agiotagem contra pequenos comerciantes de Natal. Foram presos dez colombianos, um equatoriano e quatro brasileiros. A Operação resultou na apreensão de R$ 74 mil, um veículo Renault Sandero, oito motocicletas, vários cadernos com anotações financeiras, um notebook, celulares e cartões de cadastro das vítimas.

 

 

A Operação Labirinto realizada na cidade de Parnamirim cumpriu 35 mandados de busca e apreensão e 20 mandados de prisão em diversos bairros da cidade. Aotodo, 18 pessoas foram presas durante a ação.



Postado em: 19/05/2015

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com