São Miguel do Gostoso precisa colaborar mais com a polícia. Quarta-feira, plantão da Polícia Civil



Por Emanuel Neri


É fato que São Miguel do Gostoso começa a contar com uma estrutura melhor da Polícia Civil. Todas as quartas-feiras, o delegado Marcuse Cabral desloca-se para a cidade, com toda sua equipe, para abrir e atualizar inquéritos investigativos, cumprir mandados de prisão e ouvir a população sobre a segurança local.


Este tipo de ação, com esta espécie de força-tarefa que ocorre regularmente todas as semanas, jamais aconteceu na cidade.


Mas também é fato que qualquer tipo de trabalho policial no combate à criminalidade só alcançará êxito se contar com o apoio da população. Se a polícia não receber informações sobre focos e casos de criminalidade, o trabalho da polícia renderá muito pouco. É isto que precisa melhorar no município.


Ainda é muito baixa a procura do plantão das quartas-feiras da Polícia Civil em São Miguel do Gostoso. A população local precisa procurar mais a Polícia Civil, se aliar a ela e municiá-la com informações e dados importantes, pois só assim a estrutura policial terá condições de agir com mais eficiência.


O delegado Marcuse foi nomeado para dirigir ações da Polícia Civil em Touros e São Miguel do Gostoso. E desde que chegou à região, há mais de dois meses, tem mostrado serviço. Junto com o destacamento local da Polícia Milita, já efetuou uma série de prisões, incluindo assaltantes e estupradores.


Em uma se duas últimas ações, prendeu um assaltante de motos que agia em São Miguel do Gostoso, Touros e Parazinho. Antes, um outro integrante da mesma quadrilha já havia sido preso. De lá para cá, não houve mais furtos de motos. No início desta semana, Marcuse prendeu traficantes de drogas em Cajueiro.


Em São Miguel do Gostoso também ocorreram outras prisões e pode haver novas detenções nos próximos dias. Somente nos primeiros meses de 2015 já houve três tentativas de homicídio no município, duas prisões por porte de armas, um roubo, um furto e dois casos de violência doméstica.


Em 2014, houve 16 casos de violência em São Miguel do Gostoso: um homicídio, uma tentativa de homicídio, dois estupros, além de sete casos de roubos e furtos, um de receptação de objetos roubados, um caso de ameaça de estupro, outro de violência doméstica e um por porte ilegal de armas.


Mas estas ocorrências podem estar subestimadas. Com mais de 10 mil habitantes, é possível que haja mais casos de violência que não chegam à polícia. Além da estrutura da Polícia Militar na cidade, que poderá receber estas denúncias, São Miguel do Gostoso também conta diariamente com um agente civil.


Este agente civil, Val Coutinho, se encarrega da abertura de boletins de ocorrência. Em 2014, foram abertos 218 boletins de ocorrência, enquanto em 2015 já foram registrados 79 BOs. Muitos destes registros policiais foram feitos na Delegacia de  Touros, que também atende à população de São Miguel do Gostoso.


Apesar destes números, a população local precisa ser mais colaborativa com a polícia. E o plantão que o delegado Marcuse dá todas as quartas-feiras na cidade é uma ótima oportunidade para que casos de violência e criminalidade cheguem à polícia. Sem isso, não pode haver investigação e prisões.


A população também pode fazer denúncias anônimas via o serviço de disque-denúncia 181, da Polícia Civil. Qualquer pessoa poderá ligar, gratuitamente, sem que seja preciso se identificar. Em casos de emergência, a PM de São Miguel do Gostoso pode ser acionada pelos celulares 91907020 (Claro) e 81548383 (Vivo).


Então é isso. Além do plantão das quartas-feiras, o delegado Marcuse – junto com o tenente Frank Wolczack – participam das reuniões do Conselho de Segurança. Mas São Miguel do Gostoso só vai ser efetivamente mais seguro quando a população colaborar com o trabalho da polícia – e também com o Conselho de Segurança, onde são discutidos todos os casos de segurança do município.



Postado em: 15/04/2015

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com