Policia Civil do RN destaca centenas de prisões e apreensão de mais de uma tonelada de drogas no ano



Polícia Civil do RN destaca centenas de prisões e apreensão de mais de tonelada de drogas no ano

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte apresentou nesta terça-feira (30) o balanço das ações realizadas pela corporação no decorrer deste ano. No material divulgado, a Delegacia Geral de PC do estado chamou atenção para diversas operações especiais que resultaram em centenas de prisões e na apreensão de mais de uma tonelada e meia de drogas. 

Segundo a Degepol, em um ano foram cerca de 200 ações divulgadas à mídia local; tendo sido as operações iniciadas no primeiro mês de 2014 com a deflagração da Operação “6 de janeiro”, emMossoró. Na ação, foram presas três pessoas apontadas como integrantes de um grupo criminoso especializado em aplicar golpes no comércio da cidade.

Em fevereiro de 2014, a Polícia Civil elucidou o assassinato do torcedor do ABC, Flavio Augusto da Costa Leandro, de 17 anos, quando foi deflagrada a OperaçãoClássico Rei, que prendeu dez integrantes da Máfia Vermelha. Além disso, um dos presos da referida operação também foi reconhecido por vítimas e testemunhas como autor do assassinato de Ismael Aprígio Teixeira, de 18 anos, torcedor do ABC morto no dia 15 de novembro de 2013. A ação policial foi destaque nos jornais locais.

No mês de março, outra grande operação denominada Kidnap, feita pela Divisão Especializada de Combate ao Crime Organizado (DEICOR), prendeu uma quadrilha acusada de praticar extorsão mediante seqüestro contra comerciantes em Natal. Nessa ação, cinco pessoas foram presas, dentre eles três policiais militares.

Nesse mesmo mês, em apenas nove dias, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte esclareceu o assassinato dos estrangeiros Ante Stanic e Faik Mekic, crime ocorrido no dia 08 de março, numa casa de praia em Jenipabu. No dia 17 daquele mês a equipe da Delegacia de Atendimento ao Turista (DEATUR) desencadeou a OperaçãoLuxúria e prendeu os principais acusados de participação nesse crime.

No final do mês de maio, outra operação conjunta de sucesso, dessa vez entre as Polícias Civil do Rio Grande do Norte e da Paraíba denominada “Vale da Justiça”, resultou na prisão de uma quadrilha interestadual especializada em roubo, receptação e adulteração de veículos. No total foram presas oito pessoas, além da apreensão de arma, drogas e veículos.

Pode-se destacar também a OperaçãoPedra de Fogo, realizada no início de Junho, quando a Polícia Civil prendeu os acusados de participação na morte do italiano Enzo Albanese, morto no dia 02 de maio, em Natal. Essa ação culminou com a Operação “Firestone” realizada no dia 26 de Junho, quando o delegado Raimundo Rolim esteve na Itália para dar cumprimento a 11 mandados de busca e apreensão, com o objetivo de dar continuidade ao referido caso. Ainda neste mês, a Operação Cilada da DEATUR prendeu uma quadrilha que vinha praticando extorsão contra estrangeiros em Natal. 

No início de Julho ganhou destaque a OperaçãoIntegração realizada em conjunto com Polícias Militar, Rodoviária Estadual (PRF), Detran e Secretaria de Tributação, com o objetivo de diminuir os índices de criminalidade na capital através de um trabalho preventivo e ostensivo, realizado em alguns bairros de Natal. Naquela ocasião, o delegado geral de Polícia Civil, Adson Kepler, ressaltou a importância do trabalho feito em parceria afirmando que aquela era uma oportunidade única de começar a fazer mais operações integradas envolvendo órgãos que estejam ligados direta ou indiretamente com a segurança pública.

No dia 1º de Agosto, a Delegacia de Defraudações (DEFD) realizou uma mega operação que resultou no fechamento de uma fábrica de sandálias falsificadas em Jardim do Seridó/RN. Na ação, uma vasta quantidade de produtos foram recolhidos pela equipe da Polícia Civil, muitos destes já prontos para venda, bem como todo o material utilizado na produção dos mesmos, como moldes, telas e outros. No dia 11 deste mesmo mês, a Defraudações também realizou uma ação batizada de Operação “Original com o objetivo de combater a pirataria de mídias no centro de Natal, resultando na apreensão de uma vasta quantidade de CD’s e DVD’s falsificados avaliados em R$ 50 mil.

Em setembro, a Operação “Brasil Integrado – Ação Nordeste”, realizada em conjunto com a Polícia Militar,  resultou, após 3 dias de Operação, em 69 prisões e no cumprimento de 98 mandados de busca e apreensão em 19 cidades do Estado, que resultaram na apreensão de armas, munições, canos para fabricação de espingardas e garruchas, coronhas, celulares, rádios de comunicação, um veículo, drogas, roupas e brinquedos provenientes de roubo e mais de 100 mil reais em espécie.

Neste mesmo mês, a Operação “Mercenários” prendeu  07 integrantes de uma quadrilha especializada em roubo, furto e receptação de veículos automotores, além de falsificação de documentos para adulteração de veículos e cartas de habilitação. Ainda em setembro, a equipe da Delegacia Especializada de Falsificações e Defraudações (DEFD), com apoio da Guarda Municipal, apreendeu durante uma nova etapa da Operação “Original” uma média de 05 mil cd´s e DVD´s piratas no centro de Natal.

Já no interior do Estado, foi executada a Operação "Fidalgo" que resultou na prisão do maior traficante da cidade de Itajá. Em Pedro Velho foi deflagrada a Operação "Zebra", que teve o objetivo de coibir a prática do jogo do bicho neste município. Como resultado da ação policial foram conduzidos à delegacia 05 pessoas, que foram ouvidas e responderão na justiça pela Lei das Contravenções Penais. Além das prisões, foram apreendidos algumas maquinetas, que serviam para fazer as apostas, dinheiro e vários extratos de registros dos jogos ilegais.

No mês de outubro foram realizadas, a Operação “Samaumeira”, a Operação “Chaturanga” e a Operação “Migrante”. Na Operação “Samaumeira”, que aconteceu nas cidades de Pedro Velho,  Montanhas,  Canguaretama e Natal, a equipe da 4ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Pedro Velho cumpriu 09 mandados de prisão preventiva. Na Operação “Chaturanga”, deflagrada em Natal pela equipe da Divisão de Combate ao Crime Organizado (DEICOR), foram cumpridos 05 mandados de prisão. Já na Operação “Migrante, que tem o objetivo de combater o tráfico de drogas na capital, a partir das denúncias feitas pela população através do Disk Denúncia (181), a equipe da Delegacia Especializada em Narcóticos (DENARC) prendeu 02 pessoas.

Na primeira quinzena de novembro duas operações foram deflagradas, a OperaçãoFronteiras – Ação Nordeste” e a Operação “Lago Azul”. A Operação “Fronteiras” resultou na prisão de 58 pessoas e no cumprimento de 10 mandados de prisão. Além disso, foram apreendidas 150 gramas de maconha, aproximadamente 60 gramas de crack, 37 munições, 02 revólveres, 05 mil CDs piratas e material para reprodução de CDs e DVDs. Na Operação “Lago Azul”, os policiais civis da Delegacia Especializada em Defesa e Propriedade de Cargas e Veículos (DEPROV) prenderam o líder da quadrilha que havia realizado um arrastão em uma residência da localidade de Lago Azul, município de Nísia Floresta, em  julho de 2014.

Ainda no mês de novembro, policiais civis da Delegacia do Consumidor (DECON) fecharam um bingo no bairro de Ponta Negra. Na cidade de Afonso Bezerra, a Polícia Civil deflagrou a Operação “Afonso Bezerra Livre”, que resultou na prisão de 4 criminosos. Em Itajá foi desarticulada uma associação criminosa que atuava na cidade e em São Rafael furtando motocicletas, desmanchando os veículos, suprimindo e alterando sinais de identificação, e vendendo peças e motos adulteradas.

Na primeira semana de dezembro a Polícia Civil deflagrou a Operação “Carnatal”, com o objetivo de garantir o lazer e a segurança dos foliões e dos visitantes que participaram da festa que deu nome à Operação. Logo em seguida, no dia 9, a equipe de policiais da Força Nacional, com o apoio da Força Tarefa da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, a Operação “Jericó”, resultado de uma investigação que corre em segredo de justiça e averigua um crime ocorrido em 2004, no bairro de Felipe Camarão, Zona Oeste de Natal.

Durante a Operação foram presas duas pessoas, um suspeito de participação no crime, que possuía mandado de prisão em aberto, e um em flagrante por posse ilegal de arma de fogo e munição de uso restrito. Com a dupla foram apreendidas duas armas, sendo uma espingarda, calibre 38, e uma garrucha. Os suspeitos também estavam de posse de munição de uso restrito, colete à prova de balas e alguns animais silvestres.

Em 2014 destaca-se também o número de inquéritos esclarecidos pela Delegacia de Homicídios (DEHOM) de Mossoró-RN, que tem superado a média nacional de 8%.  O balanço registrado,  é uma conseqüência positiva do trabalho que vem sendo desenvolvido pela equipe da Especializada.

Drogas

Durante o ano de 2014 a Polícia Civil apreendeu mais de uma tonelada e meia de entorpecentes. Com destaque para a apreensão de 700 quilos de drogas feita pelo equipe do DEICOR, que resultou ainda na prisão de quatro traficantes em Parnamirim. Pode-se destacar também a segunda fase da Operação “Oriente” da DENARC, que em 29 de maio apreendeu aproximadamente 600 quilos de maconha e na sua  terceira fase, no começo de Junho, apreendeu mais 60 quilos da droga na Grande Natal.

 Vale lembrar também que em ação conjunta com a Polícia Civil de Pernambuco, no dia 16 de maio, a Polícia Civil do RN também apreendeu 250 quilos de maconha em João Câmara. Juntas as Operações de combate ao tráfico de drogas batizadas de “Resquício”, “Fomento” e “Pessach” prenderam 21 pessoas acusadas de comercializarem entorpecentes.

Ainda no tocante ao combate ao tráfico, os policiais da DENARC também realizaram este ano outras grandes operações policiais que ganharam destaque na imprensa local, a saber: a Operação “Rescaldo”, que totalizou 9 prisões e a Operação “Missionários do Inharé”, que tirou de circulação 17 traficantes no interior do estado.

Copa do Mundo

Durante o período dos jogos realizados no estádio Arena das Dunas, em Natal, a Polícia Civil do Rio Grande do Norte contou com um efetivo de 155 policiais civis, dentre delegados, agentes e escrivães. O número de registros de ocorrência foi considerado baixo, totalizando apenas 42 ocorrências.

Ao todo 12 delegacias atuaram de forma especial durante o evento. A Polícia Civil também atuou com duas delegacias móveis instaladas no entorno do estádio e no Fifa Fan Fest. Nesse período foram apreendidos 219 ingressos com cambistas, sendo que destes 215 foram com um turista grego (totalizando a quantia de R$ 67 mil), 2 com um brasileiro e 2 ingressos com 2 alemães.

Esses números contribuíram para que o Rio Grande do Norte figurasse como o 2º Estado mais seguro do Brasil durante a Copa, conforme um ranking disponibilizado pelo UOL.

Capacitação

Este ano a Academia de Polícia Civil (Acadepol) promoveu uma série de cursos visando a preparação dos policiais para a Copa do Mundo 2014, totalizando a capacitação de 284 profissionais. Dentre as atividades estavam cursos de: “Local de Crime para Profissionais de Segurança Pública”; “Enfrentamento a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”; e “Inteligência e Segurança Pública”.

Os policiais também tiveram a oportunidade de participar de um curso de “Entrevista e Interrogatório”, ministrado por instrutores do FBI (Agência Federal de Investigação dos Estados Unidos) através de uma parceria entre a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) e a Embaixada Americana no Brasil.

Além disso, 650 policiais receberam capacitação moderna para um eficaz disparo de tiros, eles utilizaram a tecnologia do Sistema de Tomada de Decisões para efetuarem tiros práticos com segurança. A ACADEPOL também treinou 100 policiais num curso de direção voltado para a condução de veículos de emergência, em parceria com o SEST/SENAT.

Projetos

O Delegado Geral da Polícia Civil, Adson Kepler, deu início ao processo de remodelação da Delegacia Especializada em Homicídios (DEHOM). A partir do segundo semestre de 2014 as investigações dos homicídios ocorridos em Natal e na Grande Natal passaram a ser direcionados diretamente para a Especializada que aumentou o efetivo de policiais de 18 para 40. Nesse sentido, uma equipe especial da DEHOM é deslocada até os locais de crime, inclusive durante os finais de semana.

Com esse novo modelo de atuação, está sendo possível agilizar o processo investigativo e otimizar o trabalho da Polícia Civil. Com isso, a taxa de resolutividade de crimes violentos letais intencionais (CVLIs) alcançou o índice de 48,21% nos dois primeiros meses de funcionamento do novo modelo da DEHOM. Esse número é seis vezes maior que o índice nacional, que é de apenas 8%.

Em 2014 o Delegado Geral, Adson Kepler, também concretizou o projeto para a implantação da Delegacia de Plantão do município de Caicó/RN. A unidade policial foi inaugurada no dia 28 de maio.

Também este ano o projeto para construção de uma nova delegacia no município de Macaíba foi apresentado pela Polícia Civil à Câmara dos Vereadores do município, e conta com recursos oriundos do Programa Brasil Mais Seguro, do Governo Federal. A Prefeitura de Macaíba cedeu ao Governo do Estado um terreno para viabilização da construção da referida unidade policial.

Os recursos do Programa Brasil Mais Seguro incluem ainda a construção ou reforma de delegacias em outros municípios, também focos do programa que são: Natal, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Ceará-Mirim e Mossoró. A Polícia Civil também já dispõe da verba destinada para equipar essas unidades policiais, um montante de R$ 3,6 milhões viabilizados num convênio com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp).

Outro projeto de destaque é o Sistema de Gestão Cartorária (SISCART), que foi desenvolvido pela equipe do Setor de Projetos com parceiros, sem custo para a instituição e visa aperfeiçoar os trabalhos nas delegacias, com o uso da tecnologia para organização, controle e coleta de informações de inquéritos policiais. O SISCART já conta com mais de 1500 procedimentos registrados em sua plataforma e 90% de seu público alvo já foi treinado para operar o sistema.

Neste mês de dezembro, o Policial civil e instrutor do curso de Jiu-Jitsu ACADEPOL, Carlos Alexandre, entregou ao Secretário de Segurança Pública do Estado do Rio Grande do Norte, Eliéser Girão, uma minuta do Projeto que visa oferecer treinamento contínuo da modalidade para todos os policiais civis. O projeto, foi criado oficialmente em outubro de 2012 e objetiva melhorar os níveis de defesa pessoal e a qualidade de vida dos policiais civis. Além disto, as atividades têm proporcionado a participação dos servidores em eventos nacionais. Desde a sua implantação, o Projeto já atendeu mais de 40 policiais e, atualmente, participam 28 servidores, distribuídos em duas turmas.

Também em dezembro foi implantado o Laboratório de Tecnologia contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD), que se constitui em uma unidade dotada de alta tecnologia e que tem por finalidade ajudar nas investigações de crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

Aparelhamento

Para reforçar a segurança aos policiais civis, a Diretoria Administrativa da Polícia Civil entregou 437 coletes balísticos para as unidades policiais do Estado. Além disso, 50 novas algemas foram distribuídas para as delegacias que compreendem a área da 2ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Mossoró. Esse material é proveniente dos investimentos que vieram para a Secretaria de Segurança Publica e Defesa Social (SESED) durante a Copa.

Da Degepol.

Jornal De Fato



Postado em: 31/12/2014

<< Voltar

Associação dos Delegados de Polícia Civil do Rio Grande do Norte - ADEPOL-RN
Rua João XXIII, nº 1848 - Mãe Luiza - Tel.: (84) 3202.9443 - Natal/RN
E-mail: adepolrn@gmail.com